Manifestações vão ocorrer em todo o Brasil e até mesmo no exterior. Em Goiás, capital e cidades do interior já confirmaram atos. Concentração em Goiânia será na Praça Cívica, às 9 horas

De um lado a inflação – o litro de gasolina chegou a R$ 6,27 e a cesta básica aumentou mais de 30% em Goiânia (GO) – e do outro a terceira onda da pandemia da Covid 19, que aumenta o número de internações em hospitais e já matou mais de 500 mil brasileiros e brasileiras. Acrescente-se a isso o desemprego que atinge 14,4 milhões de pessoas, maior número desde 2012.

Mas nada sensibiliza o governo de Jair Bolsonaro (ex-PSL). Ao invés de minimizar o sofrimento da população no que mais importa: vacina já para todos e todas e a volta do auxílio emergencial de 600 reais para garantir comida na mesa, o genocida força a realização da Copa América, mesmo sabendo que as cidades que receberão o torneio não vacinaram nem 15% da população!

Não dá para esperar nada além de mortes desse governo genocida! Por isso o Fórum Goiano em Defesa dos Direitos, da Democracia e Soberania – que congrega mais de 60 entidades dos movimentos sindical, social e popular – está convocando novo protesto para este 19 de junho.

:: Confira aqui a nota oficial do Fórum sobre o 19 de junho.

“Parece que a população brasileira está começando a acordar sobre quem é Bolsonaro e qual projeto de país ele representa, ou seja, nenhum. O projeto dele é de terra arrasada, sem servidores e serviços públicos, sem dignidade para a população, sem políticas sociais, sem comida no prato, sem vacina, sem interlocução com outros países, sem ciência, sem democracia, enfim, é o caos e o retrocesso. Para evitarmos isso, o momento é de unidade de todos os segmentos da sociedade para a derrubada desse desgoverno”, aponta o presidente do Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público Federal no Estado de Goiás (Sintsep-GO), Ademar Rodrigues.

“Vamos pra rua neste 19 de junho exigindo auxílio emergencial de 600 reais, vacina já e o impeachment de Bolsonaro. É preciso ainda dizer não para a Proposta de Emenda Constitucional (PEC 32), da Reforma Administrativa, que pretende acabar com o Serviço Público e os direitos dos/as servidores/as”, pontua a presidenta da Central Única dos Trabalhadores em Educação no Estado de Goiás (CUT-GO), Bia de Lima, que também comanda o Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Goiás (Sintego).

Um dos coordenadores do Fórum, João Pires reforça a convocação de Bia: “no dia 19 de junho vamos pra rua exigir o impeachment desse governo genocida, vacinação e retomada do auxílio emergencial. Não queremos campeonato de futebol! Já perdemos mais de 500 mil vidas”, salienta.

Até o momento, somente no Brasil há 408 atos confirmados em 401 cidades. No exterior, há movimentações confirmadas nos Estados Unidos, Alemanha, Argentina, Bélgica, Canadá, Dinamarca, Espanha, Finlândia, França, Grécia, Holanda, Irlanda, Itália, Portugal, Inglaterra, República Tcheca, Suíça e Itália.

Em Goiás, além de Goiânia, haverá manifestações em:

  • Anápolis – Praça do Ancião | 9h
  • Aurilândia – Ginásio de Esportes | 17h
  • Catalão – Praça do Eldorado (Castelo Branco) | 8h
  • Ceres – Parque Curumim | 8h
  • Cidade de Goiás – Praça do Chafariz | 9h30
  • Formosa – (*Aguardando infos) | 10h
  • Itapirapuã – Passeata Praça da Matriz | 17h
  • Jataí – Carreata e Bicicletada Lago Diacuy | 9h
  • Pirenópolis – Carreata concentração Residencial Luciano Peixoto | 9h30
  • Porangatu – Carreata, motocada e bicicletada Av. Federal com Rua 2, em frente à Curinga dos Pneus no Centro | 17h
  • São Luís de Montes Belos – Praça da República | 14h30

Cuidados
“É muito importante irmos para a rua mostrar nossa insatisfação com esse governo genocida, mas sem abrir mão da segurança sanitária. Nossa recomendação aos manifestantes é que estejam de máscara, usem álcool gel e respeitem o distanciamento social”, reforça a coordenadora nacional do Movimento Negro Unificado (MNU), a também sindicalista Iêda Leal.

Lembre-se: em Goiânia, a concentração será na Praça Cívica, às 9 horas. De lá, em carreata e passeata, os manifestantes vão descer a Avenida Araguaia, passar pela Rua 4, continuar pela Avenida Goiás e encerrar o ato na Praça do Trabalhador. Esperamos você!

Sintsep-GO com CUT-GO