Em clima de São João, em 10/6/2024, durante o ato da segunda-feira de mobilização, servidores e colaboradores do Incra em Goiás fizeram uma fogueira para queimar a proposta de reajuste apresentada pelo Ministério da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos (MGI) ao Incra no mês de maio.

Cerca de 30 servidores participaram da atividade realizada esta manhã na porta da sede do Incra, em Goiânia. Além da fogueira, foi servido um café da manhã com comidas típicas de festa junina: pamonha, pipoca, canjica e bolo de fubá.

A fogueira simbolizou a negativa dada pelos servidores do Incra à proposta do MGI. Para as entidades representativas e sindicais que representam os servidores, essa proposta apresentada em maio pelo MGI não contempla em nada as necessidades de recomposição salarial e reestruturação de carreiras da autarquia federal responsável pela implantação das políticas de reforma agrária e regularização fundiária do país.

Próximos atos
Além dos informes rotineiros sobre os atos de mobilização realizados pelo país, durante a reunião na data foram passados alguns avisos sobre as próximas ações. Amanhã, uma comissão de servidores do Incra Goiás participará do lançamento da revista da Comissão Pastoral da Terra (CPT) sobre conflitos no campo, na Assembleia Legislativa de Goiás.

Na próxima quinta-feira, dia 13/6, às 9h, os servidores do Incra vão receber na sede da Superintendência Regional (SR), em Goiânia, representantes de movimentos sociais de luta pela terra. Os movimentos sociais vem confirmar seu apoio ao Incra e ao movimento de mobilização de servidores por reajuste salarial e reestruturação de carreiras. Para os movimentos sociais, a base de um Incra forte está no fortalecimento de seus servidores.

Sintsep-GO com Assincra/GO