.

Servidores iniciam XII Concondsef com desafio de aprovar pauta unificada para frear ataques a direitos da classe trabalhadora

Uma apresentação do professor da Universidade Federal do Mato Grosso, Abel de Anjo, marcada por canções da música popular brasileira tocadas com a tradicional viola de cocho, instrumento típico de Cuiabá, abriu o XII Concondsef no sábado, 3 de dezembro. Mais de 1.500 delegados sindicais representando a maioria dos servidores federais de todo o Brasil iniciam o congresso com o desafio de aprovar uma pauta unificada para frear os diversos ataques a direitos da classe trabalhadora. A construção de um plano de lutas que una servidores e sociedade foi destaque durante a abertura do evento que contou com a presença de Sérgio Nobre, secretário-geral da CUT, entidade da qual a Condsef é filiada.

De acordo com o presidente do Sintsep-GO, Ademar Rodrigues, “é momento do Sintsep-GO manter a coerência que sempre pautou suas ações, respaldadas pelo apoio de sua base, fortalecendo a representatividade dos trabalhadores na Confederação e as pautas de lutas nacionais que reflitam os interesses da categoria”, disse.

A diretora de Formação Sindical e Sindicalização, Márcia Jorge, pontou que o momento “deve trabalhar a unidade entre a classe trabalhadora, tendo em vista que os inimigos, a cada dia, estão mais unidos e mais organizados, contando inclusive com o respaldo de parte da população brasileira”, advertiu.

Entre a delegação do Sintsep-GO, as principais pautas refletem a necessidade de se construir a unidade dos servidores públicos federais, a luta contra o desmonte promovido pelo governo Temer em relação ao papel do Estado e contra o Congresso corrupto que o apoia, a retirada dos direitos trabalhistas, a reforma da previdência e as privatizações do patrimônio do país.

Crises são oportunidades
Para Nobre, momentos difíceis como o que vivemos são também de grandes oportunidades. Segundo ele, o povo não vai abrir mão da conquista de direitos e deve reagir aos ataques que vem sendo impostos por um golpe que quer interromper avanços da classe trabalhadora. O presidente da CUT Matogrosso, João Dourado, acredita que Cuiabá será palco de importantes propostas que vão apontar aos trabalhadores metas de enfrentamento contra políticas que querem entregar nosso patrimônio e nossas riquezas. Os dirigentes reforçaram que a CUT vai combater de maneira organizada com a juventude, homens e mulheres do campo e da cidade a pauta dos golpistas que querem desmontar o Estado Brasileiro.

Além dos representantes da CUT integraram a mesa de abertura do congresso Carlos Alberto de Almeida, diretor do Sindsep-MT, entidade anfitriã do evento, as diretoras Sandra Lúcia, Jussara Griffo, Neide Solimões, os diretores Josemilton Costa e Pedro Armengol, além do secretário-geral da Condsef, Sérgio Ronaldo da Silva. Sérgio destacou que o XII Concondsef acontece num momento estratégico e com o desafio de construir plataformas de luta capazes de colocar freio nos ataques de um governo golpista. Os próximos cinco dias de debates devem servir para construir e consolidar um plano de luta que unifique mais de um milhão de servidores de todas as esferas e demais trabalhadores do país.

Confira as fotos da participação da delegação do Sintsep-GO, até o momento, no XII Concondsef.

Sintsep-GO com informações da Condsef