Acerto feito pela direção do Sintsep-GO junto à coordenação da Funasa vai viabilizar, a partir de agora, dois procedimentos burocráticos necessários para a conversão do tempo especial em comum, para fins de aposentadoria ou abono de permanência. Trata-se da  elaboração e assinatura dos Perfis Profissiográficos Previdenciários – APP e da Declaração de Atividades Especiais – DAE.

Ao contrário do Ministério da Saúde, órgão no qual foi destacado um médico do trabalho e um servidor para dar andamento a estes procedimentos em Goiás, na Funasa não havia equipe para dar andamento a estes processos.

“De acordo com a coordenadora-geral substituta de Gestão de Pessoas da Funasa, Érika Teixeira, bastava que o Sintsep-GO, junto com a Condsef, enviasse ofício solicitando ao órgão estes procedimentos. O ofício foi enviado e esperamos que, em breve, a Funasa dê andamento aos processos de conversão do tempo especial em comum, assim com tem sido feito pelo Ministério da Saúde”, explica o tesoureiro do Sintsep-GO, Ademar Rodrigues.

Confira abaixo o documento enviado à Funasa: