greve j atinge 19 estados al m do distrito federal

.

Nesta quarta-feira, dia 27, a Condsef reuniu seu Conselho Deliberativo de Entidades (CDE) que contou com a participa��o do Sintsep-GO e de entidades filiadas de mais 17 estados (TO, RO, MG, PE, MT, CE, PB, DF, SE, PA, RS, MS, BA, SP, AP, AM, MA), al�m do Distrito Federal. Na oportunidade a Condsef promoveu a atualiza��o dos dados do quadro da greve de sua base e constatou que a paralisa��o j� atinge dezenove estados, bem como o DF. Subiu tamb�m o n�mero de categorias a aderir ao movimento.

No CDE foi ratificada ainda a aprova��o da realiza��o de um acampamento na Esplanada dos Minist�rios entre os dias 16 e 20 de julho. Entre esses dias diversas atividades ligadas ao movimento paredista dos servidores v�o ocorrer. No dia 18 est� prevista a realiza��o de mais uma marcha � Bras�lia, para cobrar do governo a resposta das pautas protocoladas. Durante todos os dias haver� atividades pol�ticas na Esplanada. E no dia 20 acontece uma Plen�ria Unificada de Avalia��o com todas as entidades que est�o com categorias em greve.

Para ampliar a mobiliza��o da categoria e refor�ar a greve, a Condsef realiza no dia 3 de julho uma s�rie de plen�rias setoriais. Categorias como Cultura, Fazenda, AGU, DPU, Agricultura (MAPA), CPST (Sa�de, Trabalho e Emprego) e DNPM est�o com plen�ria confirmada e v�o discutir a conjuntura da greve e votar a��es para fortalecer o movimento em busca de propostas concretas do governo para as principais demandas dos servidores.

Comando de greve
Tamb�m no dia 3 de julho ser� oficialmente instalado o Comando Nacional de Greve da base da Condsef. Um representante de cada entidade filiada � Confedera��o com base em greve vai ser escolhido para compor o comando. A partir da� o Comando Nacional vai participar de todas as reuni�es em que a Condsef tiver assento.

No dia 4 de julho ocorrer� um Dia Nacional de Lutas com atos em todos os Estados para refor�ar a mobiliza��o e dar visibilidade ao movimento de greve dos servidores. A Condsef volta a lembrar que somente o refor�o na mobiliza��o nacional ser� capaz de fazer com que a categoria obtenha vit�rias significativas em um processo de negocia��es que ainda n�o apresentou as respostas de melhorias que os servidores e servi�os p�blicos necessitam.

Em meio � mobiliza��o crescente da categoria, o CDE aprovou tamb�m uma mo��o de repudio ao Golpe de Estado ocorrido no Paraguai com a deposi��o do presidente Fernando Lugo. A Condsef e suas filiadas avaliam que este fato trouxe uma quebra da democracia na Am�rica Latina.

Fonte: Condsef

VEJA MAIS

greve cresce e acampamento em bras lia est confirmado para julho

.

A greve da base da Condsef continua crescendo em todo o Brasil, fortalecendo o movimento dos servidores que lutam por avan�os nos processos de negocia��o e pela apresenta��o de propostas concretas por parte do governo. Nesta ter�a-feira, dia 26, servidores do Minist�rio da Integra��o Nacional, em Bras�lia; do Incra, em Goi�s e na Bahia; da Sesai em Goi�s; da Funai no Cear�, na Para�ba e no Mato Grosso e da Sa�de, tamb�m em Mato Grosso, aderiram � paralisa��o por tempo indeterminado.

No Rio de Janeiro tamb�m engrossam o movimento servidores do Datasus e Fundo de Marinha Mercante. Inpi, Cnem e Dnit realizam paralisa��o de 48 horas e seguem mobilizados no estado. Servidores da Cultura tamb�m realizam assembleia para definir ades�o ao movimento. At� agora a greve atinge 14 estados (PA, SE, AP, MT, MS, PR, RJ, GO, MA, TO, PI, BA, CE, PB) e o Distrito Federal. Com a greve se fortalecendo a cada dia, as entidades nacionais j� confirmaram a realiza��o de um acampamento em Bras�lia entre os dias 16 e 20 de julho, com a presen�a de representantes dos servidores em greve e mobilizados em todo o Brasil.

O objetivo � promover uma vig�lia e pressionar o governo a apresentar propostas concretas aos setores mobilizados. Entre as categorias em greve est�o servidores do Incra, Funai, Funasa, Sa�de, Agricultura, Area Ambiental, Arquivo Nacional, HFA, PRF, Cnem, Ceplac, Trabalho e Emprego, Previd�ncia Social, Integra��o Nacional, entre outros. A greve da base da Condsef, que representa 80% dos servidores do Executivo Federal, se soma � paralisa��o dos professores que j� dura mais de um m�s e dos administrativos das universidades federais, tamb�m parados em todo o Brasil, em busca da apresenta��o de uma proposta concreta para reivindica��es apresentadas desde janeiro.

MP 568/12 e audi�ncias
Al�m do acampamento em Bras�lia, representantes de 31 entidades nacionais que comp�em a Campanha Salarial 2012 dos servidores federais aprovaram tamb�m a realiza��o de um trabalho de for�a tarefa no Congresso Nacional para garantir que as altera��es promovidas pelo relator da medida provis�ria (MP) 568, senador Eduardo Braga, sejam aprovadas pelos parlamentares. As entidades seguem estudando o texto da MP. A Condsef j� est� em contato com o Diap, Dieese e sua assessoria jur�dica para confirmar se a situa��o dos m�dicos foi definitivamente solucionada no texto da medida sem que a carreira da categoria tenha sido comprometida de forma negativa para os trabalhadores.

Outra determina��o das entidades nacionais � a de buscar audi�ncias com a ministra do Planejamento, Miriam Belchior e com o ministro da Secretaria-Geral da Presid�ncia, Gilberto Carvalho. O objetivo � buscar solu��es para os conflitos instalados e garantir o atendimento emergencial de demandas importantes para assegurar melhorias no atendimento p�blico e acesso a servi�os de qualidade para a popula��o brasileira.

Nesta quarta, dia 27, a Condsef realiza uma reuni�o do seu Conselho Deliberativo de Entidades (CDE), da qual participa o Sintsep-GO. Al�m de promover a instala��o permanente de um Comando Nacional de Greve de sua base, a Condsef vai refor�ar a necessidade de que suas entidades filiadas promovam mais assembleias para que a greve seja fortalecida e ampliada nos estados.

Fonte: Sintsep-GO com Condsef

VEJA MAIS

caf da manh marca in cio de greve dos servidores do incra e dfda go

.

Mais de 70 pessoas, entre servidores ativos e aposentados da Superintend�ncia Regional do Incra em Goi�s, da Delegacia Federal do Desenvolvimento Agr�rio, funcion�rios p�blicos de v�rios �rg�os federais, representantes de movimentos sociais de luta pela terra, representa��es sindicais e pol�ticos (veja lista abaixo) mobilizaram a sede do Incra em Goi�nia durante caf� da manh� em defesa da reforma agr�ria e dos servidores p�blicos. Confira aqui as fotos!

O ato marca a entrada dos trabalhadores efetivos do Incra e DFDA � greve nacional dessas categorias. Os servidores reivindicam a reestrutura��o dos �rg�os, melhores condi��es de trabalho, valoriza��o profissional e libera��o de recuros suficientes para efetivar a��es pela reforma agr�ria.

Das 30 superintend�ncias regionais do Incra em todo o Brasil, 20 est�o em greve, inclusive a Sede, em Bras�lia. Todas as 26 Delegacias Federais do Desenvolvimento Agr�rio mais os servidores efetivos do Minist�rio do Desenvolvimento Agr�rio, na capital federal, est�o parados a mais de uma semana.

Presen�as no ato de ades�o � greve nacional dos servidores do Incra (SR-04) e DFDA em Goi�s:

:: CUT/GO;
:: Sintsep/GO;
:: Sintfesp/CNTSS
:: MST/GO;
:: F�rum Goiano pela Reforma Agr�ria;
:: Fetaeg;
:: Fetraf;
:: MLST;
:: SINDOFPA
:: Servidores da CNEN;
:: Servidores da Conab;
:: Servidores do MS/SESAI/CASAI
:: Comando de greve da UFG;
:: Deputado estadual Mauro Rubem.

Fonte: Ascom Incra

VEJA MAIS

setores ampliam greve geral a partir desta segunda dia 25

.

Cada vez mais categorias est�o dizendo sim a paralisa��o de atividades para lutar pelo avan�o nos processos de negocia��o com o governo. Nesta segunda, dia 25, servidores da Funai em Tocatins, HFA no Distrito Federal, Incra e Funasa no Piau� e Ceplac no Par� iniciaram greve por tempo indeterminado se juntando a milhares de trabalhadores de setores como Funasa, Minist�rio da Sa�de, Agricultura, Incra, Area Ambiental, Justi�a, Arquivo Nacional, PRF, Cnen, Trabalho e Emprego, Previd�ncia Social, entre outros. Amanh�, dia 26, Incra-GO e Sesai-GO iniciam greve. Cnen est� parada, em Goi�s, desde o dia 18 deste m�s.

Com ades�o de servidores em Tocatins e no Piau� agora s�o onze estados (Par�, Sergipe, Amap�, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Paran�, Rio de Janeiro, Goi�s, Maranh�o, Tocantins, Piau�) e o Distrito Federal a registrar oficialmente paralisa��o de servidores da base da Condsef. Esta semana a realiza��o de assembleias ser� intensa em todo o Brasil. S� nesta segunda acontecem mais de 30 assembleias no Rio Grande do Sul, Pernambuco e outros.

O resultado das assembleias deve ampliar o quadro nacional da greve da base da Condsef. Para a entidade apenas a forte mobiliza��o dos servidores ser� capaz de modificar o cen�rio das negocia��es que seguem sem qualquer avan�o no Minist�rio do Planejamento. At� o momento nenhum setor recebeu propostas concretas por parte do governo. O objetivo dos processos de paralisa��o � exatamente o de conseguir estabelecer avan�os e fazer com que o governo destrave os di�logos que permanecem inalterados desde janeiro quando a Condsef, a CUT e outras 29 entidades nacionais apresentaram a pauta de reivindica��es dos servidores federais.

Acampamento da greve
Nesta ter�a, 26, a Condsef discute com outras entidades nacionais com base em greve a realiza��o de um acampamento na Esplanada dos Minist�rios na primeira semana de julho. O objetivo � promover uma vig�lia em busca da apresenta��o de alguma proposta concreta aos setores mobilizados. Na quarta, 27, a Condsef realiza uma reuni�o do seu Conselho Deliberativo de Entidades (CDE) – da qual participa o companheiro Ademar Rodrigues, do Sintsep-GO. Al�m de promover a instala��o permanente de um Comando Nacional de Greve de sua base, a Condsef vai refor�ar a necessidade de que suas entidades filiadas promovam mais assembleias para que a greve seja fortalecida e ampliada nos estados.

A greve da base da Condsef se soma a dos professores, iniciada h� mais de um m�s e que atinge ainda t�ncicos administrativos das universidades e institutos de educa��o. A Condsef volta a lembrar que somente o refor�o na mobiliza��o nacional ser� capaz de fazer com que a categoria obtenha vit�rias significativas em um processo de negocia��es que ainda n�o apresentou as respostas de melhorias que os servidores e servi�os p�blicos necessitam.

Fonte: Sintsep-GO com Condsef

VEJA MAIS

incra paralisa atividades em goi s a partir desta ter a dia 26

.

A partir desta ter�a-feira, dia 26, �s 9 horas, o Instituto Nacional de Coloniza��o e Reforma Agr�ria em Goi�s (Incra/GO) d� in�cio � sua paralisa��o geral por tempo indeterminado. Este � o terceiro �rg�o federal no Estado a aderir � greve, junto com Comiss�o Nacional de Energia Nuclear (Cnen) e Secretaria Especial de Sa�de Ind�gena (Sesai) � cuja greve tamb�m se inicia amanh�.

Na ocasi�o, representantes do Sintsep-GO, da Associa��o de Servidores do Incra-GO (Assincra-GO), da Associa��o Nacional dos Engenheiros Agr�nomos do Incra (Assinagro) e da Associa��o Nacional dos Servidores do Minist�rio do Desenvolvimento Agr�rio (Assemda), al�m de pol�ticos e autoridades convidados, far�o um ato em frente ao instituto, explicando � sociedade que a greve � al�m de ser um movimento nacional de todos os servidores do Executivo em virtude da n�o negocia��o por parte do governo � surge tamb�m em fun��o das condi��es de sucateamento impostas ao �rg�o pelo governo.

Al�m de Goi�s, nove estados e Distrito Federal fortalecem paralisa��es
At� o momento, al�m de Goi�s, Mato Grosso do Sul, Maranh�o, Par�, Sergipe, Amap�, Mato Grosso, Paran�, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e Distrito Federal j� tem parte de seus �rg�os paralisados por tempo indeterminado.

Os setores paralisados s�o: Funasa, Incra, Agricultura, Arquivo Nacional, Sa�de, Desenvolvimento Agr�rio, Justi�a, Trabalho e Emprego e Previd�ncia Social. Ainda nesta quinta, os servidores da sede da Funai em Bras�lia tamb�m aprovaram a ades�o ao movimento. Servidores da Agricultura e HFA no DF tamb�m confirmaram paralisa��o a partir de segunda, dia 25.

Desde janeiro, os servidores lutam para que alguma proposta concreta seja apresentada �s reivindica��es j� protocoladas junto ao governo. A expectativa � de que o ministro Gilberto Carvalho interceda junto a ministra Miriam Belchior na tentativa de destravar as negocia��es e buscar uma solu��o para os conflitos instalados em diversas categorias e que est�o se espalhando pelo Brasil. Na pr�xima semana uma s�rie de assembleias est� confirmada e a greve – que teve in�cio com os professores h� mais de um m�s e atinge ainda t�cnicos administrativos das universidades e institutos de educa��o – deve se ampliar.

SERVI�O
Incra paralisa atividades em Goi�s a partir desta ter�a, dia 26
-Data: 26 de junho de 2012 (ter�a-feira)
-Local: Av. Jo�o Leite, 1520 – Setor Santa Genoveva (sede do Incra)
-Hor�rio: a partir das 9 horas da manh�
-Mais informa��es/contato: Ademar Rodrigues (presidente do Sintsep-GO): (62) 8418-1501

VEJA MAIS

al m de goi s oito estados e distrito federal fortalecem paralisa es

.

Nesta quinta-feira, dia 21, quatro reuni�es (Tecnologia Militar, AGU, Dnit, FNDE e Inep) no Minist�rio do Planejamento n�o resultaram em avan�os nas negocia��es entre governo e servidores. At� o momento, al�m de Goi�s, Mato Grosso do Sul, Maranh�o, Par�, Sergipe, Amap�, Mato Grosso, Paran�, Rio de Janeiro e Distrito Federal j� tem parte de seus �rg�os paralisados por tempo indeterminado.

Os setores paralisados s�o: Funasa, Incra, Agricultura, Arquivo Nacional, Sa�de, Desenvolvimento Agr�rio, Justi�a, Trabalho e Emprego e Previd�ncia Social. Ainda nesta quinta, os servidores da sede da Funai em Bras�lia tamb�m aprovaram a ades�o ao movimento. Servidores da Agricultura e HFA no DF tamb�m confirmaram paralisa��o a partir de segunda, dia 25.

Desde janeiro, os servidores lutam para que alguma proposta concreta seja apresentada �s reivindica��es j� protocoladas junto ao governo. A expectativa � de que o ministro Gilberto Carvalho interceda junto a ministra Miriam Belchior na tentativa de destravar as negocia��es e buscar uma solu��o para os conflitos instalados em diversas categorias e que est�o se espalhando pelo Brasil. Na pr�xima semana uma s�rie de assembleias est� confirmada e a greve – que teve in�cio com os professores h� mais de um m�s e atinge ainda t�cnicos administrativos das universidades e institutos de educa��o – deve se ampliar.

PAINEL DA GREVE EM GOI�S

:: Assembleias deliberativas (greve):

-MAPA/Inmet (sede do �rg�o): dia 25/06, �s 16h30;
-Incra (sede da Assincra): dia 25/06, �s 9 horas;
-PFN (sede do �rg�o): dia 26/06, �s 15 horas;
-SRTE/GO, MS/GO, Funasa, Ibama/ICMBio/MMA (Audit�rio Costa Lima da Assembleia Legislativa de Goi�s): 29/06, �s 12 horas;

-CNEN (sede do �rg�o):
26/06, �s 15 horas (avalia��o da greve);
28/06, �s 15 horas (avalia��o da greve).

:: Paralisa��es por tempo indeterminado (greve):

-CNEN: em greve desde 18/06;
-Incra: a partir de 26/06;
-Sesai: a partir de 26/06.

PAINEL NACIONAL DA GREVE
Na pr�xima ter�a-feira, dia 26, a Condsef discute com outras entidades nacionais com base em greve a realiza��o de um acampamento na Esplanada dos Minist�rios na primeira semana de julho. O objetivo � promover uma vig�lia que consiga obter avan�os no Planejamento e apresenta��o de alguma proposta concreta aos setores mobilizados.

Na quarta, dia 27, a Condsef realiza uma reuni�o do seu Conselho Deliberativo de Entidades (CDE) – da qual participa o Sintsep-GO, onde deve organizar a instala��o do Comando Nacional de Greve de sua base e refor�ar a necessidade de suas entidades filiadas ampliarem e fortalecerem a greve nos estados.

Fonte: Sintsep-GO com Condsef

VEJA MAIS

assembleia geral funasa minist rio da sa de srte go e ibama icmbio mma

.

Conforme edital publicado no Jornal O Hoje desta sexta-feira, dia 22 de junho, o Sintsep-GO convoca os servidores da Funasa, do Minist�rio da Sa�de, da SRTE/GO (Sede Av. 85 e Anexo) e do Ibama/ICMBio/MMA, filiados a esta entidade sindical, a deliberar em Assembleia Geral Extraordin�ria o posicionamento da categoria em rela��o � greve geral dos servidores p�blicos federais, neste ano de 2012.

A atividade vai ocorrer no dia 29 de junho, logo ap�s o t�rmino da Plen�ria Sindical de Base (8 �s 12 horas). A primeira chamada da Assembleia ser� a partir do meio-dia e, a segunda, a partir das 13 horas. O Sintsep-GO destaca que os delegados participantes da Plen�ria e tamb�m participantes da Assembleia Geral Extraordin�ria dever�o n�o apenas trazer a posi��o de toda a base, mas tamb�m divulg�-la ap�s sua defini��o.

Dire��o do Sintsep-GO

VEJA MAIS

relator acata emendas em mp 568 12

.

O relator da medida provis�ria (MP) 568/12, senador Eduardo Braga, excluiu do texto da medida problemas graves que amea�am prejudicar milhares de servidores p�blicos. Em uma an�lise r�pida promovida pela Condsef, a entidade verificou que foram retirados do texto os problemas ligados � modifica��o das regras do adicional de insalubridade. N�o est�o mais na MP tamb�m os problemas referentes � redu��o da jornada de trabalho – com redu��o salarial – dos m�dicos e outras categorias com carga hor�ria estipulada em lei. O relat�rio do senador corrige ainda valores de uma gratifica��o dos servidores de Tecnologia Militar e d� um passo importante em dire��o a solu��o de problema ligado a complementa��o salarial (bolsa) de mais de 6.500 trabalhadores do Dnocs. Confira aqui o parecer do relator.

A Condsef j� solicitou a sua assessoria jur�dica que fa�a uma avalia��o detalhada do documento. O objetivo � buscar a corre��o de outros problemas detectados no texto da medida provis�ria quando ela ainda era um projeto de lei. A MP recebeu quase 500 emendas, dessas a Condsef defende a aprova��o de 26. O senador Braga informou que muitas emendas n�o puderam ser acatadas, pois incluem acr�scimo or�ament�rio e que esta � uma prerrogativa exclusiva do Executivo Federal.

Fonte: Condsef

VEJA MAIS

rg os federais em goi s aderem paralisa o geral

.

Em assembleia comandada pelo Sintsep-GO, servidores da CNEN e do Incra j� aderiram � paralisa��o da categoria a partir dos dias 18 e 26, respectivamente.

Conforme delibera��o do conjunto das 31 entidades representantivas dos servidores p�blicos federais, que deliberaram paralisa��o geral por tempo indeterminado a partir do dia 18 de junho (base da condsef), o Sintsep-GO iniciou hoje as assembleias nas sedes dos �rg�os em Goi�s.

Servidores da CNEN e do Incra j� aderiram � paralisa��o da categoria, respectivamente a partir do dia 18 e do dia 26 de junho. O cronograma completo das assembleias que ocorrem com os servidores federais em Goi�s nesta semana voc� confere clicando aqui.

Al�m das assembleias, a CNEN paralisa suas atividades nesta segunda e ter�a-feira (11 e 12 de junho) e o Incra, nos dias 18 e 22 deste m�s. Todos os demais setores est�o em processo de mobiliza��o para que a greve geral seja efetivamente deflagrada a partir da pr�xima segunda-feira, dia 18 de junho.

SAIBA MAIS
Mais de 300 representantes da base da Condsef de 20 estados, incluindo o Distrito Federal, aprovaram por unanimidade a realiza��o de uma greve por tempo indeterminado a partir de 18 de junho. A decis�o foi tomada no �ltimo dia 4 de junho, durante plen�ria nacional da categoria. A Condsef representa 80% do total de servidores do Executivo Federal. A decis�o da base foi referendada durante a plen�ria Conjunta dos Federais ocorrida na ter�a-feira, dia 5, no canteiro central da Esplanada dos Minist�rios. Participam da plen�ria conjunta representantes das 31 entidades nacionais que comp�em a Campanha Salarial 2012 em defesa dos servidores e servi�os p�blicos. Docentes das universidades federais j� est�o em greve. O objetivo � buscar a ades�o de outros setores e fortalecer o movimento construindo uma greve geral capaz de garantir avan�os nas negocia��es dobrando a intransig�ncia do governo Dilma no que diz respeito a investimentos p�blicos.

At� o momento nenhuma proposta concreta foi apresentada aos servidores. A principal demanda � a reestrutura��o das diversas carreiras do setor p�blico visando uma pol�tica eficiente que garanta qualidade dos servi�os prestados � sociedade. Antes da plen�ria, na parte da manh�, os servidores fizeram tamb�m uma grande marcha na Esplanada dos Minist�rios.

Fonte: Sintsep-GO com Condsef

VEJA MAIS

15 mil marcham em bras lia por negocia o

.

Plen�ria das entidades aponta greve geral a partir de 18 de junho para base da Condsef

Apoiados por dezenas de estudantes, mais de 15 mil servidores de diversas categorias marcharam em Bras�lia nesta ter�a-feira, dia 5, pelo avan�o nos processos de negocia��o com o governo. Cerca de 500 companheiros de Goi�s, organizados pelo Sintsep-GO, participaram do ato. A manifesta��o mostrou que a categoria est� realmente mobilizada e disposta a lutar pelo atendimento de suas reivindica��es mais urgentes. O que inclui principalmente a reestrutura��o de carreiras em busca da reposi��o inflacion�ria e corre��o de distor��es salariais que prejudicam a administra��o p�blica. Motivados em ver suas demandas atendidas e chamar a aten��o do governo para a import�ncia da apresenta��o de propostas concretas aos trabalhadores, representantes de 31 entidades nacionais que comp�em a Campanha Salarial 2012 realizaram uma plen�ria conjunta onde foi aprovada por unanimidade uma greve geral a partir de 11 de junho.

Isso significa que o movimento de paralisa��o iniciado pelos professores universit�rios, e que j� alcan�a mais de 50 institui��es p�blicas, ser� ampliado. No dia 11 de junho as bases da Fasubra e Assibge dar�o in�cio � paralisa��o de suas atividades. No dia 13 ser� a vez dos servidores da Fenajufe e tamb�m do Sinasefe cruzarem os bra�os. E no dia 18 de junho os servidores da base da Condsef iniciam processo de paralisa��o. J� como parte das atividades ligadas � greve geral, a plen�ria conjunta tamb�m aprovou a realiza��o de uma caravana ao Rio de Janeiro. O objetivo � promover um ato no dia 20 de junho na C�pula dos Povos, durante o Rio +20.

M�rito das negocia��es
Ap�s a marcha, representantes das entidades foram recebidos pelo secret�rio-adjunto do Minist�rio do Planejamento, Valter Correia. As entidades expuseram a dificuldade que os servidores t�m encontrado de obter a apresenta��o de uma proposta concreta do governo, o que mesmo depois de oito reuni�es na Secretaria de Rela��es do Trabalho (SRT) ainda n�o aconteceu. Correia informou que se o secret�rio da SRT, S�rgio Mendon�a, ainda n�o apresentou o m�rito das propostas no processo de negocia��o ele ter� uma conversa para verificar os motivos. Refor�ou ainda que Mendon�a tem autonomia e autoridade para negociar com a categoria.

MP 568
Tamb�m nesta ter�a a Condsef participou de uma audi�ncia p�blica na C�mara dos Deputados que discutiu os problemas contidos na medida provis�ria (MP) 568/12, antes PL 2203/11, e que foi fruto de processos de negocia��o travados com o governo no ano passado. Com a presen�a de dezenas de parlamentares e centenas de servidores, entidades convidadas, entre elas a Condsef, falaram da import�ncia de se garantir ajustes no texto da MP que – da forma que est� – prejudica milhares de servidores.

O l�der do governo no Senado e relator da MP 568, Eduardo Braga, se comprometeu a se reunir com representantes da Condsef, Andes e Proifes para discutir os temas centrais que preocupam na MP e buscar as justificativas para retir�-los do texto da medida. Braga assegurou que n�o manter� em seu relat�rio nenhum item que retire diretos dos servidores.

A categoria deve permanecer atenta. A participa��o nas assembleias nos estados ser� importante para preparar os setores da base da Condsef para a greve geral, aprovada por unanimidade.

Fonte: Sintsep-GO com Condsef

VEJA MAIS
  • 1
  • 2